Por oferecer mais qualidade de vida que os outros tipos de moradia, muitas pessoas se preocupam com os custos de morar em um condomínio horizontal, se eles são altos, justificáveis e, principalmente, se eles oferecem uma boa relação custo-benefício.

Neste artigo descrevemos para você quanto custa morar em um condomínio fechado e demonstramos que eles não são necessariamente altos e que cada um dos gastos de sua família é justificado para garantir o melhor do lazer, segurança, liberdade e qualidade de vida.

Custos comuns

Do ponto de vista tributário, quem mora em uma casa de condomínio horizontal está sujeito às mesmas responsabilidades que em qualquer outro tipo de imóvel. Portanto, ao adquirir uma residência em um condomínio horizontal, você deve arcar com o custo do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI).

Além disso, se a sua moradia está localizada dentro do perímetro urbano, você também deverá pagar anualmente o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), que é recolhido pelas prefeituras. 

Claro, há também os custos relacionados aos registros e regulamentação e escrituração do imóvel no cartório. Quem constrói também está sujeito aos custos regulares de legalização da obra de acordo com as exigências de cada município.

Como você pode ver, com relação à tributação e burocracia junto às prefeituras e órgãos regulamentadores, os custos de morar em um condomínio horizontal são os mesmos que você encontra em qualquer tipo de moradia brasileira.

Custos com segurança

O Brasil é um dos países com maior criminalidade no mundo e um dos maiores motivos que levam as pessoas a buscarem morar em condomínios horizontais é exatamente a segurança que estes lugares oferecem, com uma grande quantidade de dispositivos e agentes de vigilância garantindo a tranquilidade dos moradores.

Claro, que isso traz um custo para os moradores, porém a quantidade de moradores se beneficiando e custeando todo o sistema de segurança e vigilância do condomínio horizontal forma uma incrível relação de custo-benefício.

Quem vive em uma casa em bairro convencional, mesmo que tenha boas condições financeiras, dificilmente pode custear uma portaria, sistemas de monitoramento, alarmes, vigilantes, entre outros fatores de segurança que os condomínios horizontais oferecem.

Já condomínios verticais podem contar com uma estrutura de segurança muito boa, porém o número de condôminos em condomínios verticais costuma ser inferior ao de condomínios horizontais, o que leva a um custo maior para cada morador. Além disso, os condomínios verticais raramente contam com vigilantes, tendo apenas portarias, que muitas vezes são eletrônicas – inclusive para economizar nos gastos com segurança.

Áreas de convivência e lazer 

Condomínios horizontais contam com áreas de convivência e lazer disponíveis para todos os moradores e suas visitas, como quadras poliesportivas, parques, playgrounds para as crianças, salões de festas, áreas para churrasco, academias, entre outros.

Os moradores pagam os custos relacionados à manutenção destes espaços de duas formas, ou dentro do valor da taxa de condomínio ou de forma avulsa, pagando apenas quando utiliza o espaço. Isso é definido pelo regimento do condomínio e pode ser discutido e alterado de acordo com as necessidades do condomínio e dos moradores.

Custeando a manutenção destes espaços, os moradores garantem que sempre que eles precisarem ou desejarem realizar uma atividade, poderão utilizar as áreas de convivência do condomínio, limpas e bem estruturadas para que tudo corra bem e todos tenham ótimas experiências.


Uma vantagem das áreas comuns dos condomínios horizontais é o espaço que elas podem ocupar. Em condomínios verticais existe um espaço menor, fazendo com que tenhamos menos opções de convivência e lazer para os moradores e ainda muitos conflitos quando um ou outro morador deseja utilizar os espaços disponíveis.

Com mais espaço, os condomínios horizontais apresentam, normalmente, mais de uma quadra esportiva, mais de uma área para churrasco e eventos e fica muito mais fácil para os moradores usufruírem destes espaços quando quiserem, com menos ou nenhum conflito de datas e horários.

Essa característica demonstra a melhor relação custo-benefício nos valores gastos pelos condôminos para custear e utilizar os espaços comuns em condomínios horizontais, afinal eles têm mais à disposição, com valores comparáveis com os cobrados pelos melhores condomínios verticais, que na maioria das vezes oferecem uma estrutura menor.

Em alguns condomínios, existem ainda serviços como personal trainer nas academias, lavanderias, entre outros que podem ser consumidos de forma alheia aos custos de condomínio.

Taxa de condomínio

Todos os tipos de condomínios, sejam verticais, horizontais, residenciais ou comerciais, cobram uma taxa mensal dedicada a cobrir os custos de manutenção das áreas de convivência e lazer, pagamento de funcionários, manutenção da estrutura de segurança e investimentos em melhorias nos ambientes usufruídos por todos os moradores e visitantes.

Essa taxa é dividida entre todos os moradores e todas as reformas e melhorias no condomínio são cobertas por um fundo de reservas construído com estas contribuições mensais. Os valores podem diminuir ou aumentar de acordo com as necessidades do condomínio, com e intenções de investimentos extraordinários e alterações no valor cobrado sendo discutidas com os moradores antes de serem aplicadas.

Fora isso, quem mora em condomínios fechados muitas vezes conta com quintais, jardins e piscinas que precisam de cuidados periódicos, por isso também podem fazer parte da taxa de condomínio ou mesmo dos serviços adicionais a contratação de profissionais para fazer a manutenção destes espaços, mesmo que eles sejam parte da propriedade privada de cada morador.

Serviços de água, energia, telefonia, internet entre outros não entram nos valores de condomínio, sendo de responsabilidade de cada morador, a não ser que os moradores se unam para contratar serviços em conjunto em troca de algum benefício.

Os custos de morar em condomínio horizontal valem à pena?

Os condomínios horizontais combinam a liberdade de morar em um bairro convencional com a segurança de viver em um condomínio vertical, ao mesmo tempo em que dispõem de muito mais espaço para criar um ambiente acolhedor para todos os moradores e visitantes.

Caminhando por um condomínio horizontal, você terá à disposição opções de lazer melhores e mais bem cuidadas do que as encontradas nos bairros das cidades brasileiras, porque não dependem do poder público para serem preservadas e porque são utilizadas apenas pela comunidade de moradores, sem serem frequentadas por vândalos e criminosos.

Morando em um condomínio horizontal você tem muito mais espaço para receber seus parentes e amigos para festas e eventos em casa, que pode inclusive contar com uma área de lazer particular, mas também nas áreas comuns do condomínio dedicadas à festas, eventos e esportes.

Já em condomínios verticais, além de ter menos opções para convivência e lazer, suas visitas muitas vezes são limitadas e até o uso de áreas de lazer pode ser restrito, algo que não vai acontecer no condomínio horizontal.

Vivendo em um condomínio horizontal sua família está completamente segura, sendo protegida por um grande sistema de segurança e vigilância, com profissionais qualificados trabalhando 24 horas, algo que é virtualmente impossível de se ter para a maioria das pessoas que moram em casas e menos completo em condomínios verticais. Tudo isso por preços acessíveis, já que tudo é rateado entre os moradores.

Além disso, os imóveis em condomínios horizontais se apresentam como investimentos sólidos, um patrimônio seguro para a família, que poderá usufruir de todos os benefícios do condomínio por gerações.

Estes são só alguns argumentos que demonstram a ótima relação de custo-benefício de morar em um condomínio horizontal, o tipo de moradia ideal para quem procura proporcionar segurança e conforto para a família, sem com isso perder a sua liberdade. 

Em Goiânia, os condomínios horizontais Jardins, desenvolvidos pela FGR Urbanismo, se apresentam como ótimas opções de moradia. Espalhados por diversas regiões da cidade, os Jardins oferecem facilidade de locomoção para a família e estruturas completas para seus moradores, com áreas de convivência e lazer, segurança e monitoramento, entre outros benefícios.

A liberdade só é real quando você pode aproveitá-la. Deixe a insegurança de morar em bairros convencionais para trás, saia do aperto de viver em condomínios verticais e conquiste a qualidade de vida que sua família merece. 
Os custos de morar em condomínio fechado são totalmente compensados pelos benefícios que você e sua família aproveitam neste tipo de moradia. Aproveite todos os benefícios de investir na felicidade, segurança e tranquilidade de sua família, conheça os Jardins da FGR Urbanismo e invista no futuro de sua família!

POSTS RELACIONADOS

DICAS

Jardins: mais lazer em condomínios fechados

Morar em grandes centros urbanos é um fator que pode ser limitante no que diz respeito a opções...

LEIA MAIS
vantagens de morar em um condomínio fechado
DICAS

Vantagens de morar em um condomínio fechado

Você conhece todas as vantagens de morar em um condomínio fechado? Quem procura um padrão de...

LEIA MAIS

Assine nossa newsletter